Principais Técnicas de Osteopatia utilizadas nos Tratamentos

Principais Técnicas de Ostepatia utilizadas nos Tratamentos

Manipulação Miofascial

Consiste na aplicação de técnicas de terapia manual direcionadas aos tecidos moles aplicando uma ligeira pressão e estiramento sobre a pele do paciente por forma a normalizar as tensões da fáscia das regiões anatómicas a tratar. A fáscia é uma estrutura rica em colagénio e água que se assemelha a uma rede tridimensional e cobre toda e qualquer estrutura do nosso corpo (músculos, tendões, vísceras, vasos sanguíneos, sistema linfático, nervos e ossos). Tem função protetora, funcional e estrutural. A fáscia é uma estrutura de extrema importância para um Osteopata. Ao normaliza as disfunções fasciais resolvem-se a maior parte dos problemas funcionais e estruturais do nosso corpo.

Osteopatia Visceral

É um tipo de manipulação miofascial aplicada sobre as áreas viscerais, com movimentos específicos para a normalização dos bloqueios de movimentos vísceral que promovem a normalização do funcionamento do sistema gastro-intestinal (vísceras ocas), do fígado, rins, baço, pancreas (vísceras cheias) e do aparelho genito-reprodivo.

Ótimos resultados na melhoria de sinais e sintomas de desconforto abdominal, refluxo gástro-esfágico, “prisão de ventre”, diarreia crónica, restrições de mobilidade da coluna vertebral e/ou membros, assim como da dor em barra na coluna lombar sem causa aparente à luz da medicina convencional.

Técnicas Harmónicas

As técnicas harmónicas foram amplamente estudadas e desenvolvidas por Eyal Lederman. Consistem em técnicas manuais oscilatórias aplicadas na frequência de ressonância do corpo de cada indivíduo. Podem ser aplicadas sobre a forma de bombeio ou estiramento, longitudinal e transversal relativamente ao sentido dos músculos, articulações e outras estruturas a tratar. Também podem ser aplicados nos membros superiores e inferiores sob a forma de movimentos pendulares oscilatórios, dentro dos limites funcionais e de ângulos de movimento que não causam dor no paciente.

São técnicas bem aceites pelo paciente pelo facto de serem indolores.

Promovem a normalização, o equilíbrio funcional, tal como revela o nome da técnica, a harmonia do sistema músculo-esquelético, o alinhamento das fibras musculares e tendinosas, assim como tratam bloqueios motores articulares.

Tem ótimos resultados em problemas de restrição de movimento nos membros superiores, inferiores e da coluna vertebral.

Técnicas Neuromusculares

Técnicas, também, estudadas e desenvolvidas por Eyal Ledermen e sua equipa de estudos. São técnicas que implicam movimentos ativos assistidos e resistidos que visam a recuperação de problemas músculo-esqueléticos e articulares efectuada dentro de limites “não dor”, que podem ou não ter componente vibratória.

Ótimos resultados em problemas de restrição de movimentos articulares da coluna vertebral, ombros, cotovelos, joelhos, ancas, entre outras articulações assim como em tendinites, fibrose e alteração do tónus muscular.




Avaliação e Tratamento da verdadeira Causa da sua Dor.

Agende a sua Consulta de Osteopatia com um Especialista.




Mobilização Neural

A mobilização neural consiste na mobilização de nervos, trajetos nervosos ou eixo neural (espinal medula) comprometidos por forma a melhoras a condução nervosa. Após uma breve avaliação inicial, procede-se à mobilização em deslizamento para libertar aderências e fibrose ou em ligeiro estiramento para dar mais elasticidade às estruturas nervosas a tratar, ambas com o intuito de otimizar a condução da informação levada do cérebro até aos músculos efetores ou melhorar a informação recebida através do tato até à espinal medula ou cérebro, dependendo de onde ela deve chegar para ser “interpretada”.

Estas técnicas tem como objetivo tratar problemas de dor neuropática e alterações da condução nervosa, tais como: dormência e formigueiros nas mãos, pés, braço, antebraço, ombro e membros inferiores.

Ótimos resultados no tratamento de Síndrome do Desfiladeiro Torácico, Síndrome do Túnel Cárpico, Dor Ciática, Zumbidos nos ouvidos, sintomas do Síndrome de Raynaud, como terapia de otimização da condução nervosa em casos de hérnias discais e outros casos de compromisso de raízes nervosas e enxaquecas.

Alongamentos funcionais e técnicas músculo-energéticas

São técnicas que implicam uma fase ativa, contração muscular da área a tratar, segundo solicitação do Osteopata, e uma passiva, relaxamento muscular que promovem um maior alongamento das fibras musculares.

Ajudam a tratar problemas de restrição de movimento articular.

Manipulação por Impulso

Técnicas que conjugam um conjunto de vetores seguidas de um impulso rápido e curto para correção disfunções articulares. A normalização articular devolve a função para a qual existe. Apesar da descrição parecer algo brusca a verdade é que é uma técnica segura e desde que o cliente esteja relaxado, na maioria das vezes, é indolor.

Terapia Sacro-craniana

Técnica que promove a normalização das tensões nas meninges, as três camadas superficiais que revestem o cérebro e a espinal medula (dura-máter, pia-máter e aracnoide), através de técnicas manuais aplicadas em diferentes áreas cranianas e/ou planos transversos (sagrado, diafragmático e torácico) dependendo do tipo de terapia sacrocraneana que ai ser utilizada. É uma terapia indolor e extremamente relaxante.

Ótimos resultados no tratamento de enxaquecas, terapia coadjuvante no tratamento distúrbios de condução nervosa não causados por doenças auto-imúnes em fase aguda e no tratamento de disfunções para as quais outras técnicas não foram eficazes, como por exemplo, em pessoas com crises de ansiedade ou tensões musculares causadas por profissões de grande stress.




Avaliação e Tratamento da Verdadeira Causa da sua Dor.

Agende a sua Consulta de Osteopatia com um Especialista.